| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Opinião Digital
Desde: 09/03/2016      Publicadas: 1      Atualização: 09/03/2016

Capa |  Agenda Fim de Semana  |  Brasil & Mundo  |  Cultura  |  Esportes  |  Polícia  |  Política  |  Primeira Página  |  Regional


 Primeira Página

  09/03/2016
  0 comentário(s)


Militantes do sindicato reconhecem fraude

Militantes do sindicato reconhecem fraude


Primeiro, os dirigentes e ativistas do SEPE mentiram que "não estariam segurando resultados do ano letivo e que jamais fariam isso".
A duração exagerada da mais falsa das greves acabou por afrouxar o discurso e admitiram, publicamente, a chantagem.

Depois acusaram a Prefeitura de sonegar dinheiro do FUNDEB para pagar a folha salarial, alegando que o mesmo seria plenamente suficiente para tal.
O prefeito Alair Corrêa ofereceu então ao sindicato a gestão destas verbas, e eles tiveram de dar uma verdadeira marcha à ré no discurso recusando gerir tal orçamento, pois sabiam ser insuficiente para os salários.

Finalmente, em pleno e acalorado debate nas redes sociais sobre a greve, inundavam de agressões as postagens contrárias ao movimento, alegando que o mesmo não era político e que eles, os agressores, seriam apenas "profissionais de ensino revoltados com a situação".

Pois o Jornal Opinião prova agora, com exclusividade, que não apenas o ditado "é mais fácil pegar um mentiroso que um manco" é correto como, igualmente, nossa acusação de que A GREVE É POLÍTICA, ORQUESTRADA E FINANCIADA DE CIMA E SE UTILIZA DE GUERRILHEIROS VIRTUAIS, É VERDADEIRA.

Em um impressionante ato de inocência " ou despreparo para a função de MAV " a matéria postada pelo Opinião, "Guerrilha Virtual - O Que São os MAV's do SEPE", cumpriu sua função.

Obviamente copiada (e adaptada para as circunstâncias locais) de conhecidíssimo texto publicado originalmente pelo jornal Folha de São Paulo, inclusive sendo referenciada abertamente em inúmeros trabalhos sobre o tema e citada por comentaristas do porte de Reinaldo Azevedo, da Revista Veja, tal postagem mereceu o ataque impensado, impulsivo e, digamos,"inocente", dos guerrilheiros virtuais do SEPE, ENTREGANDO SUAS FONTES DE TREINAMENTO E A VERDADE SOBRE SUAS ATIVIDADES NA REDE.

E por quê afirmamos isso? Ora, seria algo normal um internauta, que comenta sobre os fatos do dia nas redes sociais, dar-se ao trabalho de pesquisar sobre uma estratégia que, na maioria das vezes, sequer sabe que está sendo vítima? Haveremos de convir que APENAS GENTE INTERESSADA NO TEMA " SEJA UM MAV OU UM JORNALISTA CALEJADO " SABERIA DA EXISTÊNCIA DE TAL TRABALHO.

Esta era, pois, a última pedra que restava ser derrubada do tétrico edifício de mentiras de um sindicato, que deflagrou uma greve escancaradamente política objetivando favorecer alguns dirigentes perante a opinião pública e, principalmente, seus financiadores em escalões mais altos " e todos sabemos quem são.

Até mesmo seu objetivo mais básico " os holofotes da mídia " falhou, pois graças ao exagero do movimento, à intransigência e truculência de seus líderes, a população de Cabo Frio pouco á pouco percebeu " através das denúncias do Jornal Opinião e de pais, mães e alunos inconformados, nas redes sociais " toda a baixeza do ato.

Nada conseguiram com isso, além de verem desmascaradas suas intenções e métodos sujos de atuação.

Agora, é varrê-los para a lata de lixo da história.

Walter Biancardine






Capa |  Agenda Fim de Semana  |  Brasil & Mundo  |  Cultura  |  Esportes  |  Polícia  |  Política  |  Primeira Página  |  Regional
Busca em

  
1 Notícias